quarta-feira, 25 de maio de 2011

Rancho de Amor à Ilha

Hino de Florianópolis

(Rancho de Amor a Ilha)

Composição : Cláudio Alvim Barbosa ( Zininho )
"Um pedacinho de terra,
perdido no mar!...
Num pedacinho de terra,
beleza sem par...
Jamais a natureza
reuniu tanta beleza
jamais algum poeta
teve tanto pra cantar!
Num pedacinho de terra
belezas sem par!
Ilha da moça faceira,
da velha rendeira tradicional
Ilha da velha figueira
onde em tarde fagueira
vou ler meu jornal.
Tua lagoa formosa
ternura de rosa
poema ao luar,
cristal onde a lua vaidosa
sestrosa, dengosa
vem se espelhar..."

Pulseira de Renda de Bilro

Olhem esta pulseira, que linda e delicada!





Maiores informações pelo e-mail: 
Até mais

Faixas para cabelo

Quero que conheçam as faixas para cabelo que também faço e comercializo.

Estas faixinhas por ter os pontos com rosetas de perna cheia dão um ar delicado às mulheres e tornam a expressão facial mais leve. 




Até mais!

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Camisetas com gola de Renda de Bilro

Hoje quero mostrar as camisetas de algodão com aplicação de gola feita de renda de bilro.
Esta gola no linguajar da renda de bilro é conhecida como Pala de renda.
Eu utilizo camisetas de algodão de boa qualidade dos modelos tradicional e baby look. Para as palas eu utilizo o modelo oval de diversos pontos que permite um certo caimento para a camiseta e se adequa em qualquer tipo de corpo, entretanto assim como as golas, existem diversos tipos de pala como o modelo em "V", o quadrado, o frontal entre outros que terei o prazer de ao longo de tempo ir mostrando.

Vejam então algumas das camisetas:







Para mais informações sobre outras cores, modelos de camiseta, tamanho e preço, atraves do email maniaderenda@hotmail.com .

Até mais!

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Colar de Renda de Bilro

Nesta postagem mostrarei o colar de Renda de Bilro que faço a base de lindas rosas confecionadas com o ponto perna cheia e alguns acessórios de bijús.





Espero que gostem!

Maiores informações:
maniaderenda@hotmail.com

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Marcador de páginas

Abaixo voces irão ver o marcador de páginas feito de Renda de Bilro, também desenhado por mim feito com linha Cléa, com pontos de perna cheia e trançado.


É uma ótima opção para uma lembrança com originalidade, estilo e exclusividade.

Maiores informações através do e-mail:

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Um pouco sobre Florianópolis

A equipe O COTIDIANO da UFSC publicou um site com fotos do século XX cedidas pelo nativo Edson Luiz da Silva e demonstraram através fotos antigas de pontos conhecidos da capital catarinense um pouco da história, cultura e algumas fachadas além de compara-las com a atualidade, o resultado foi bem interessante trazendo para mim boas lembranças da nossa capital catarinense...

vamos curtir? então clica no link abaixo

http://www.cotidiano.ufsc.br/swfs/fotos.swf

Cacheol de Renda de Bilro de lã e algodão

Quero mostrar a primeira peça que me inspirou a fazer da Renda de bilro um artigo ligado aos acessórios e vestuários, resgatando a herança cultural de meus antepassados para a atualidade.

Este é um cachecol de Renda de bilro feito com o desenho conhecido como céu estrelado, é feito com linha Cléa (algodão) e lã, tendo como pontos a perna cheia, meio ponto e torcidos.






Maiores informações sobre preços e cores através do e-mail:

terça-feira, 17 de maio de 2011

Porta-copos

A renda de Bilro, embora em seu contexto histórico estivesse mais ligada ao vestuário, teve no Brasil a sua alavancagem comercial e reconhecimento no segmento decorativo.
Para divulgar o meu trabalho começarei com estes lindos porta-copos:

Porta-copo estrela
Pontos utilizados: Perna cheia; trança e torcido
Tamanho: 10cm diametro

Porta-copo Bico de pato
Pontos utilizados: perna cheia; torcido e passado
Tamanho: 10cm diametro

Porta-copo de rosa
Pontos utilizados: perna cheia; torcido e passado
Tamanho: 10cm diametro

Porta-copo margarida
Pontos utilizados: perna cheia; torcido e passado
Tamanho: 9cm diametro

Porta-copo meio ponto
Pontos utilizados: perna cheia; trança e meio ponto
Tamanho: 11cm diametro

Todos estes modelos são confecionados com linha fina 24 corrente ao centro e linha Cléa nas pontas e são vendidos em conjuntos de 06 peças.

Para maiores informações sobre preços atacado e varejo através do e-mail:


segunda-feira, 16 de maio de 2011

Um pouco sobre a Renda de bilro.

Mãos de minha mãe Maria Cecília
tecendo a renda de Bilro.
A história sempre mostrou que os portugueses eram muito conhecidos e elogiados por seus trajes a base de rendas, principalmente os mais ricos haja vista que o processo de fabricação do rendado era caro e tinha um processo muito meticuloso e demorado.
Engana-se quem pensa que a Renda de bilro é um produto de origem e peculiaridade portuguesa, estudos mostram que a arte do trançado da Renda de bilro é um trabalho praticamente exclusivo da costa do litoral oeste da Península Ibérica com antigos centros em Camariña , Vila do Conde, Peniche, Lagos e Olhão. Entretanto vários estudiosos formularam a teoria de que as rendas sejam oriundas do oriente (da China ou Índia) e que tenha chego a Portugal através da Itália no século XV.

Traje masculino século XVI com rendas

Em Portugal, no tempo de  D. João V, as rendas tiveram seu momento de glória, mas foi através do incentivo do Marquês de Pombal, Ministro de D. José, que houve a fomentação da produção a nível Nacional devido a alta procura de produtos de luxo nesta época onde Portugal importava massivamente.
As rendeiras da Ilha de Madeiras e Açores em busca de novas descobertas através das promessas por novas vidas no continente recém descoberto por Pedro Alvarez Cabral fizeram com que as Rendas de Bilro desembarcassem no Brasil e aqui começassem sua jornada fazendo parte da história do Nordeste e Sul do Brasil.