segunda-feira, 16 de maio de 2011

Um pouco sobre a Renda de bilro.

Mãos de minha mãe Maria Cecília
tecendo a renda de Bilro.
A história sempre mostrou que os portugueses eram muito conhecidos e elogiados por seus trajes a base de rendas, principalmente os mais ricos haja vista que o processo de fabricação do rendado era caro e tinha um processo muito meticuloso e demorado.
Engana-se quem pensa que a Renda de bilro é um produto de origem e peculiaridade portuguesa, estudos mostram que a arte do trançado da Renda de bilro é um trabalho praticamente exclusivo da costa do litoral oeste da Península Ibérica com antigos centros em Camariña , Vila do Conde, Peniche, Lagos e Olhão. Entretanto vários estudiosos formularam a teoria de que as rendas sejam oriundas do oriente (da China ou Índia) e que tenha chego a Portugal através da Itália no século XV.

Traje masculino século XVI com rendas

Em Portugal, no tempo de  D. João V, as rendas tiveram seu momento de glória, mas foi através do incentivo do Marquês de Pombal, Ministro de D. José, que houve a fomentação da produção a nível Nacional devido a alta procura de produtos de luxo nesta época onde Portugal importava massivamente.
As rendeiras da Ilha de Madeiras e Açores em busca de novas descobertas através das promessas por novas vidas no continente recém descoberto por Pedro Alvarez Cabral fizeram com que as Rendas de Bilro desembarcassem no Brasil e aqui começassem sua jornada fazendo parte da história do Nordeste e Sul do Brasil.

2 comentários:

  1. Adorei.
    Estive ontem em Florianópolis e adquiri alguns produtos de renda na Alfandega.
    Gostei muito. Parabens pelo trabalho
    Sandra Rocha - SP
    sandrarocha-adv@uol.com.br

    ResponderExcluir
  2. Estive em Florianopolis em 1/6/12 e comprei 3 rendas. Minha esposa adorou e quer mais. Você tem como colocar fotos das rendas que servem como travessas de mesa, etc.?
    Parabéns pelo trabalho.
    Armando Maia
    Rio de Janeiro - RJ
    armaia1@bol.com.br

    ResponderExcluir